Serviço de estacionamento – como o novo normal vai impactar as oficinas

17 / 05 / 2021

Marketing

Com a incerteza sobre que países irão receber turistas estrangeiros neste verão, parece que será uma temporada de interrupções, com o alívio das restrições de confinamento em algumas áreas, tornando possível visitar familiares, acampar e fazer caminhadas. O Property Reporter comunicou recentemente um aumento na procura de casas de férias para arrendar, com resorts de praia a serem especialmente populares.

Com o potencial para viagens rodoviárias e férias dentro do país novamente no horizonte, prevemos um aumento nos pedidos de revisões pós-confinamento – bem como um aumento potencial nas avarias, pois os veículos saem para longas viagens pela primeira vez. Este mês, a equipa técnica da Autodata analisa os serviços que deve oferecer aos veículos dos seus clientes.

O Chefe de Produto da Autodata, Keith Darby, afirma que: “Recentemente, apresentamos o Service Advisor (consultor de serviço), uma interface rápida que permite que os técnicos e a equipa de atendimento encontrem imediatamente os itens de revisão recomendados para o veículo neste ponto da sua vida útil – e o que será preciso no futuro. Se um cliente pretender ter o seu veículo pronto para uma viagem, não se esqueça de verificar que revisões possam ter sido realizadas durante o ano anterior e considere vender adicionalmente itens de revisão futura para garantir que o veículo se encontra pronto para circular. É uma situação onde todos ficam a ganhar!”

Pneus – a Autodata sente uma maior procura de dados de pneus no início do inverno, à medida que os clientes mudam para pneus de inverno – mas a falta de uso também pode danificar os pneus se eles estiverem parados sem fazerem rodagem, já que a pressão consistente num ângulo conduz a locais achatados, onde parte do pneu se achata no local que está em contacto com o solo. Se um veículo ficar parado com carga no veículo durante um mês ou mais, tal pode levar a marcas semi-permanentes, causando vibração, manuseamento inconsistente e até mesmo um furo.

Os pneus estão a tornar-se de tão alta tecnologia, quanto o resto do veículo moderno, com sensores de sistema de monitorização da pressão dos pneus atualizados sem fios dentro do pneu, alimentados por uma pequena bateria não substituível. Os sensores do sistema de monitorização da pressão dos pneus não são infalíveis e podem ser acionados ao conduzir sobre um buraco ou uma lomba na estrada. Frequentemente, a luz indicadora do sistema de monitorização da pressão dos pneus pode ser redefinida conduzindo o carro a 80 km/h durante 10 minutos. Caso contrário, os seguintes métodos provavelmente serão eficazes:Desligue a bateria; rode a chave de ignição para “On” e acione a buzina. Tal irá descarregar a energia restante no circuito do veículo. Volte a ligar a bateria.

Encha demais o pneu em 3 PSI (0,2 bar) e depois esvazie-o completamente. Encha novamente os pneus com o PSI correto. Tal deve forçar a atualização dos sensores.

  • Desligue a bateria; rode a chave de ignição para “On” e acione a buzina. Tal irá descarregar a energia restante no circuito do veículo. Volte a ligar a bateria.
  • Encha demais o pneu em 3 PSI (0,2 bar) e depois esvazie-o completamente. Encha novamente os pneus com o PSI correto. Tal deve forçar a atualização dos sensores.

Como nota, os pneus suplentes também têm cada vez mais um sensor do sistema de monitorização da pressão dos pneus! Ao diagnosticar uma luz de aviso do sistema de monitorização da pressão dos pneus persistente, certifique-se de que o pneu suplente dentro ou por baixo da mala também foi enchido novamente.

Travões – Pastilhas de travão e calços presos podem ser um problema grave para veículos deixados no exterior, sujeitos a humidade durante um longo período de tempo. Uma inspeção dos travões para revelar quaisquer falhas deve fazer parte de qualquer revisão de pós trabalho remoto.

Óleo do motor – Veículos parados durante um longo período de tempo podem sofrer infiltração de óleo – o vazamento de óleo pode danificar as vedações à volta das hastes das válvulas e da cambota. Isso é especialmente importante para motores a gasóleo. Se o veículo tiver falhado a uma troca de óleo, certifique-se de que está nas suas sugestões de revisão.

Ar condicionado – Considere oferecer aos seus clientes uma regeneração do ar condicionado; enquanto a Autodata geralmente sente uma maior procura de dados de ar condicionado nos meses de verão, os carros estacionados durante um longo período de tempo podem acumular humidade no ar condicionado. Para além de criar um cheiro desagradável de mofo, tal pode danificar o sistema, corroendo as válvulas ou vedações de borracha. O módulo de ar condicionado da Autodata contém informações essenciais do sistema, disposição e esquemas elétricos para técnicos.

Limpa para-brisas – Em muitos países, pelo menos os limpa para-brisas dianteiros devem estar em boas condições para serem aprovados no controlo de segurança do veículo – capazes de limpar o para-brisas para dar ao condutor uma visão clara da estrada. As condições de frio irão degradar a parte de borracha da lâmina do limpador, que deve ser substituída pelo menos uma vez ao ano, tornando os novos limpa para-brisas uma venda adicional simples para um serviço pós confinamento.

Suspensão e alinhamento das rodas – Com as reparações não essenciais em estrada suspensas em alguns países devido ao confinamento e saindo do inverno no hemisfério norte, é importante garantir que a suspensão está em boas condições. Conforme a água congela em falhas na estrada, a mesma expande, criando buracos que podem danificar a suspensão e mover os alinhamentos das rodas. O módulo de alinhamento de rodas da Autodata oferece dados de configuração específicos do modelo e binários de aperto.

Bateria – Se o cliente estiver a planear uma longa viagem depois do veículo estar sem uso durante alguns meses, considere oferecer uma nova bateria. Os acionadores de arranque prontos para utilização podem ser convenientes para movimentar um veículo raramente usado, mas podem prejudicar a vida útil da bateria a longo prazo. O frio também pode prejudicar a vida útil da bateria – com a Autodata a ver cerca de duas vezes o uso do seu módulo de bateria nos meses de inverno. Os veículos estão a tornar-se cada vez mais complexos e, com tantos sistemas eletrificados, o desligar e ligar da bateria não é diferente. O módulo de bateria da Autodata oferece informações sobre a desconexão e a substituição da bateria.

Chris Wright, Diretor Executivo da Autodata, afirma que: “A Autodata tem trabalhado muito durante o confinamento para garantir que o nosso produto se mantém o mais atualizado possível. Os dados técnicos não permanecem estáticos e a nossa solução online de aplicação para oficina é regularmente atualizada com as informações de reparação mais recentes do fabricante para refletir os dados do mundo real relativamente à velocidade de desgaste das peças e problemas que podem surgir. Oferecemos uma assinatura de Service & Maintenance com informações técnicas essenciais, planos de revisão e tempos de reparação para oficinas, bem como uma versão abrangente de Diagnostic & Repair com códigos de diagnóstico de problemas, esquemas elétricos, falhas e consertos e muito mais.”

Para mais informações sobre a Autodata ou para experimentar ainda hoje, vá a www.autodata-group.com.